INFORMATIVONOSSONEWS . . .

online

quarta-feira, 7 de março de 2012

VIPCOMM NEWS 2012 - SUPERLIGA BRASIL DE MX – Legião de pilotos estrangeiros invade pistas do Brasil



SUPERBIKE SERIES – Pilotos Honda iniciam disputa no Autódromo de Interlagos (SP)

Maico Teixeira, José Luiz Teixeira “Cachorrão” e Matheus Piva correm maior campeonato de motovelocidade da América Latina

SÃO PAULO (SP) – Os pilotos da Equipe Honda Mobil, Maico Teixeira e José Luiz Teixeira “Cachorrão”, na Superbike Pró, e o satélite Matheus Piva, na Superbike Pró-Am,  disputam a etapa de abertura do Superbike Series 2012, a partir desta sexta (9), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).  Os competidores vão ao circuito em busca das primeiras posições no maior campeonato de motovelocidade da América Latina.

Terceiro colocado no Superbike Series 2011, José Luiz Teixeira “Cachorrão”, 39 anos, pretende usar a experiência para garantir seu lugar no pelotão de frente. “Esse ano será um desafio. Eu e minha equipe fizemos ajustes na suspensão, regulamos pneus e está tudo pronto para dar início à disputa. O campeonato ganhou visibilidade e isso o deixou ainda mais competitivo. Estou concentrado e entrarei no circuito com muita garra e força de vontade”, diz.

Para o piloto de Indaiatuba (SP), o apoio da torcida e da equipe são fundamentais durante as etapas. “Estou com meu time há três anos. Essa parceria é essencial, pois eles cuidam do preparo de tudo antes de entrar no circuito. Referência na motovelocidade, a Honda veio para compor nesse aspecto. Outro incentivo é a torcida. Todos que me acompanham vêem a determinação para superar resultados. Em 2012 não será diferente”, finaliza.

Maico Teixeira participou da categoria 600cc no ano passado. Nesta temporada, o gaúcho de Alvorada se prepara para a estreia sobre a Honda CBR 1000RR na Superbike Pró. “Estou ansioso. A Honda tem uma estrutura ótima e dá mais incentivo para buscar as primeiras posições. A montadora volta a contar com uma equipe na modalidade e tenho a oportunidade de fazer parte disso. Estou muito feliz e acredito que esse projeto pode trazer bons resultados”, analisa.

Sobre o Superbike Series, o competidor destaca o equilíbrio entre os participantes. “São pilotos de alto nível. No início, todos vão conhecer o estilo de pilotagem e analisar a atuação de cada adversário. Quando somarem os primeiros pontos, após duas etapas, teremos uma disputa acirrada e os destaques aparecerão. Estou confiante para fazer o meu melhor nessa estreia e começar bem a temporada”, afirma.

Além da equipe oficial, a Honda apoiará Matheus Piva. O jovem de 17 anos disputa a Superbike Pró AM, categoria que busca estimular pilotos novatos. “A adaptação com a nova CBR 1000RR está tranquila. A moto é muito boa e já conhecia o modelo, então não tive problemas. O que está bastante puxado é o ritmo forte de preparação e os treinos intensos. Os trabalhos são focados na parte física, técnica e manutenção do equipamento”, completa.

A Equipe Honda Mobil de Motovelocidade tem apoio da Mobil, Pirelli, Dainese e AGV.

Campeonato bate recorde de gringos inscritos, que prometem dar trabalho aos brasileiros
SÃO PAULO (SP) – A temporada da Superliga Brasil de Motocross teve início no último fim de semana, 3 e 4 de março, em Indaiatuba (SP), com a presença maciça de pilotos estrangeiros na disputa das principais categorias da competição: MX Pró e MX2. O recorde de gringos – 11 inscritos (confira a lista abaixo) de oito nações (Argentina, Uruguai, EUA, Itália, Inglaterra, Espanha, República Checa e França) – mostra que neste ano as feras brasileiras terão forte concorrência na briga pelo título.

O grande destaque da etapa foi o espanhol Carlos Campano, da Equipe 
Yamaha Grupo Geração Monster Energy Circuit, campeão das duas baterias da MX Pró. “Será um ano muito bom. Notei que os brasileiros evoluíram bastante e vão melhorar ainda mais no decorrer da temporada. Eu não posso ficar para trás e também preciso crescer”, afirma o campeão do Mundial de Motocross na MX3, em 2010.

Enquanto Campano projeta uma carreira de sucesso no Brasil, Adam Chatfield, da Inglaterra, conhece bem o prazer de ganhar um título no país. O inglês, que estreia neste ano na categoria com motos de 450 cilindradas, é o atual campeão da MX2 na competição. “Acredito na força do motocross brasileiro e vejo que o esporte está em evolução. A consequência disso tudo é a vinda de pilotos estrangeiros. Eu tive a oportunidade no ano passado de disputar vários campeonatos e consegui vencer a Superliga. Quem sabe não consigo outro título novamente”, coloca o piloto da Equipe Ipiranga IMS.

De férias no Brasil, o italiano Michele de Bortoli resolveu estender sua estadia no território nacional após ser convidado para disputar a etapa de abertura. “Foi tudo muito rápido. Aceitei o convite e logo fui correr. Valeu a pena passar por esta experiência. Fiquei surpreso com o que vi aqui, pois na Itália não possuímos tanto investimento no esporte quanto aqui”, revela o competidor. Os pilotos Pascal Leuret (Honda Mobil), da França, Martin Michek (Ipiranga IMS), da República Checa, e Marcos Trossero, da Argentina, também participaram da etapa em Indaiatuba.

Na categoria MX2, os pilotos Joaquim Poli, Augustin Poli e Nicolas Callegari, todos da Argentina, Nicolas Rodrigues, do Uruguai, e Everett Holcomb (LS Racing), dos EUA, são os representantes estrangeiros.

Nascidos em Santa Fé, na Argentina, os irmãos Joaquim, 18 anos, e Augustin Poli, 14 anos, vieram ao Brasil com o intuito de competir em alto nível. “Não temos um campeonato forte na Argentina. Foi uma decisão difícil vir para cá, mas tivemos o apoio de nossos pais. Eu e meu irmão sabemos que se pretendemos ser grandes pilotos, temos que buscar algo a mais e correr com os melhores. Há grandes pilotos no Brasil e com a vinda de pilotos de outras nações o campeonato ficará bem mais disputado”, destaca o argentino Joaquim.

Atualmente, Joaquim e Augustin possuem residência na cidade de São José, na Grande Florianópolis (SC). Os irmãos argentinos estão na companhia de Nicolas Callegari e Nicolas Rodrigues, com quem dividem os treinos na pista do motódromo Pedra Branca, em Potecas. “É muito legal ter mais pessoas para treinar. Assim, estudamos como está sendo nosso desempenho e um ajuda ao outro na preparação física e no acerto da moto”, completa Joaquim.

A legião de gringos deve aumentar na segunda etapa da Superliga Brasil de Motocross, marcada para o dia 31 de março e 1º de abril em Salvador, Bahia. A categoria MX Pró deve contar com a presença dos pilotos Ito Masanori (Ipiranga IMS), do Japão, Humberto Martin (Itamaracá One Industries), da Venezuela, e Jorge Bujanda (
Fabricando Pilotos Yamaha Circuit Yamalube), do México.

Pilotos estrangeiros na Superliga Brasil de Motocross 2012

MX Pró
Carlos Campano (Espanha), Pascal Leuret (França), Martin Michek (República Checa), Michele de Bortoli (Itália), Adam Chatfield (Inglaterra) e Marcos Trossero (Argentina).

MX2
Everett Holcomb (EUA), Joaquim Poli (Argentina), Augustin Poli (Argentina), Nicolas Callegari (Argentina) e Nicolas Rodrigues (Uruguai).

A Superliga Brasil de Motocross é apresentada por Honda e Mobil, tem co-patrocínio Pirelli, Yamaha, Mormaii, Monster, Consórcio Nacional Honda, e apoio da revista da Moto!


Confira todas as informações da quinta etapa da Superliga Brasil de Motocross no site oficial, Twitter e Facebook:
www.superligabrasildemotocross.com.br
@superligamx
superligademx

Assessoria de Imprensa 
Jornalistas responsáveis: Ricardo Ribeiro/José Branco Neto
Tel: (11) 3868-1245 l ramal (25)
E-mail: jose.neto@vipcomm.com.br
Site oficial: www.superligabrasildemotocross.com.br
Site: www.vipcomm.com.br
Twitter: @vipcomm
Facebook: www.facebook.com/vipcomm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ARCOIRIS EFEITO

2leep.com

QUAL É A SUA ?

QUAL É A SUA ?
TESTE JÁ ! CLIQUE NA IMAGEM . . .

VISITE O SITE DOS MANOS

VISITE O SITE DOS MANOS
12 anos com a garantia dos manos !

NewsShow Google . . .

MUITO GRATO POR SUA VISITA . . .

IP

BYE BYE 2011 . . .

PORTUGUESE DICTIONARY
Dicio: dicionário de português