INFORMATIVONOSSONEWS . . .

online

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

INN - Via PHA - Tukanos de lá vão respeitar o voto popular? ...Ou Aécio vai recorrer a Gilmar?

Maduro venceu em 18 dos 23 estados!

Oposição vai respeitar o voto popular? ...
Ou Aécio vai recorrer a Gilmar?

publicado 18/10/2017
Sem Título-3.jpg
(Crédito: Opera Mundi)
O resultado das últimas eleições regionais na Venezuela já mostrava ampla vantagem do PSUV, que ganhou em 17 Estados, contra cinco da oposição. Restava ainda o resultado do Estado de Bolívar, que saiu nesta quarta-feira (18/10), mostrando uma vitória apertada do partido chavista, que venceu com 49% dos votos. Com isso, o PSUV conquistou, ao todo, 18 dos 23 Estados.
Com uma votação acirrada, Justo Nogueira Pietri venceu Andres Velasquez, candidato do MUD, com uma diferença de 1.500 votos. Ao todo, houve a participação de 61% do eleitorado nas ultimas eleições da Venezuela, onde o voto é facultativo.

“A participação é a maior dos últimos anos, é histórica, muito superior a que ocorreu em dezembro de 2012, quando escolhemos os governadores e governadoras”, disse o chefe do Comando de Campanha Zamora 200, Jorge Rodrígues.

Nestas eleições, 18.099.391 venezuelanos estavam habilitados para votar, nos 13.559 centros de votação instalados por todo o país. As urnas abriram às 6:00 da manhã, com a ativação de 99% dos centros de votação.

O resultado das eleições foi validado por observadores internacionais, que consideraram que o pleito “ocorreu de maneira bem-sucedida e que a vontade dos cidadãos expressada pacificamente nas urnas foi respeitada”, conforme afirmou o presidente do Conselho de Especialistas eleitorais da América Latina, Nicanor Moscoso, nesta segunda (16/10).

"Mensagem brutal aos EUA"
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta terça-feira (17/10) que os resultados das eleições são uma "mensagem brutal" para o mandatário norte-americano, Donald Trump.
"O nosso povo deu uma mensagem brutal ao governo imperialista de Donald Trump, aos seus aliados regionais e à direita local", disse Maduro durante um encontro com a imprensa internacional no palácio presidencial de Miraflores.
Para Maduro, o resultado é "produto da consciência que tem o povo da Venezuela" e assegurou que, apesar da profunda crise econômica que o país atravessa há três anos, hoje "há novos valores" sob o comando da chamada revolução bolivariana.
"Não será uma guerra econômica nem uma inflação induzida que fará com que este país se renda", disse.
O líder chavista disse que a MUD "se lançou à violência" neste ano ao convocar protestos entre abril e julho que terminaram com mais de 120 mortos porque os "extremistas de direita voltaram ao poder em Washington", em alusão ao governo republicano de Trump.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ARCOIRIS EFEITO

2leep.com

QUAL É A SUA ?

QUAL É A SUA ?
TESTE JÁ ! CLIQUE NA IMAGEM . . .

VISITE O SITE DOS MANOS

VISITE O SITE DOS MANOS
12 anos com a garantia dos manos !

MUITO GRATO POR SUA VISITA . . .

IP